Sunday, 21 Oct 2018
Luncheon with Consul General Clifford A. Hart Jr.

 

Macau Daily Times

[dated 19-September-2014] http://macaudailytimes.com.mo/us-consul-macaus-freedoms-remain-critical-ensuring-prosperity.html

US consul: Macau’s freedoms remain critical to ensuring prosperity

The U.S. consul general in Hong Kong and Macau, Clifford Hart, believes that the freedoms enshrined in the MSAR’s Basic Law are crucial to ensure its prosperity.
“Macau’s established freedoms of expression and assembly have been and will remain critical to the SAR stability and prosperity. They’re memorialized in the Basic Law. We look forward to them thriving in Macau in the future,” he stated in response to the recent campaigns pushing for greater democracy in both SARs.

Clifford Hart spoke to reporters after a luncheon organized by the American Chamber of Commerce in Macau yesterday, in his first public address since he took office here last year.
Having commented on the democratic development of Hong Kong last year, Mr Hart added yesterday that Macau’s freedoms are “essential to the welfare and livelihood of Macau people and also the US companies that are here.”

In his speech, he stressed that Macau’s autonomy and unique freedoms have contributed “to its rise as an economic success story.”
The U.S. diplomat believes this is a positive direction for Macau, where the gaming industry has led to an economic resurgence. The role American companies have played made him proud.
“I am proud that U.S. investors have played a significant role in Macau’s recent prosperity, and their continuing success is critical to Macau’s ability to attract additional foreign investment,” he said.
Asked to comment on gaming concession renewals likely to take place after 2020 onwards and what type of role U.S. companies will continue to play, Clifford Hart said he’s not in place to make a forecast, but said that the role of U.S. companies in Macau’s gaming industry will surely be decided through a dialogue between government and operators.
Clifford Hart said the Consulate General is committed to working with his counterparts in the Macau government, and in the private sector, to further explore two-way trade as well as investment opportunities.
Joint achievements, he said, can be measured in a remarkable increase on U.S. investment over the past decade, “which is estimated to exceed USD10 billion.”
He recognized, however, that moving forward the need for continued economic diversification remains. Clifford Hart is hoping that the American Chamber of Commerce in Macau can serve “as a leader of this effort.”

The U.S. consul general highlighted America’s continuous cooperation with China, particularly on the Pearl River Delta integration. Clifford Hart told reporters yesterday that such cooperation is predominantly strong in the private sector, as U.S. construction, engineering, legal and public affairs firms have been involved in various ways in this region.
“This is a massive undertaking and a historical one (…) when the Hong Kong-Macau-Zhuhai Bridge opens, it’s going to be a game changer. There’s cooperation that is on going; it will depend on decisions by local interests and see who’s going to be the best provider. In many cases, I’m happy to say that American firms have been selected and there’s a great dynamic for the years to come,” he stated.
Cooperation and close dialogue addressing pressing matters such as human trafficking or money laundering is also part of U.S’s strong commitment to combat criminal activity.
“I mention the leadership role that U.S. business can play in combating illegal trafficking because it is a high priority of mine and of the U.S. government. It must be part of your broader role as leaders in this community,” he stressed in his speech.

Clifford Hart met with the Chief Executive, Mr Chui Sai On, while he was in town. He took the chance to congratulate him on his success in securing a second term. They have agreed on the importance of bilateral cooperation, as well as the advancement of common interests.
The U.S. consul general said that one of the consulate’s priorities in Macau is obviously to provide support to an estimated 4,000-plus U.S. citizens living in the region.

 

***

Macau Business Daily

[dated 19-September-2014] http://macaubusinessdaily.com/Economy/US-deepen-economic-ties-Macau

U.S. to deepen economic ties with Macau

The U.S. Consul General, Clifford A. Hart, said yesterday here that his country is “fully committed with the counterparts in Macau to expand two-way trade and investment opportunities”.

The U.S. Consul General to Hong Kong and Macau, Clifford Hart, said yesterday during a speech that the Consulate General is “fully committed with the counterparts in Macau to expand two-way trade and investment opportunities”.

Mr. Hart spoke about his perspectives on the cooperation between U.S. and Macau at a luncheon hosted by AmCham Macau at Grand Hyatt Hotel yesterday afternoon. The CG claimed that assigning appropriate time and resources to the United States’ relationship with Macau has been his personal priority.
"I am the U.S. Consul General to Macau every bit as much as I am the U.S. Consul General to Hong Kong,” Mr. Hart stated.

In his opinion, the gaming industry had transformed the city’s economy to a prosperous one, in which investors from America had played a significant role.
"Our joint achievements can be measured in the tremendous increase in U.S. investment over the past decade, which is estimated to exceed US$10 billion and ranks the United States second only to Hong Kong as a source of foreign direct investment into Macau,” he claimed.

However, he said that whether Macau is capable of attracting more foreign investments will depend on its continuing success.

Following the luncheon, Mr. Hart met with reporters and revealed that the U.S. had a very strong commitment to and a high level of cooperation with the Macau Government in preventing money laundering.
When asked by reporters if he thinks that the American gaming corporations will continue to dominate the local gaming industry after the gaming licences are reviewed – the current licences expire from 2020 to 2022 - he replied that the renewal of licenses will depend on the interests of both sides, of government and the corporations, but believes the future decision will be made in a fair manner.

In addition, Mr. Hart said dialogue between labour and management may resolve the recent problem of gaming workers complaining about the remuneration system and working conditions not being as good as those in Las Vegas.

Meeting with Chui

The CG also revealed that he had met with Chief Executive Fernando Chui Sai On yesterday, when he expressed the American Government’s congratulations to Mr. Chui for his second term.
We’ve enjoyed excellent cooperation in the past, and I look forward to the continuation of a strong partnership,” he remarked.
He believes that the city’s autonomy and unique freedoms guaranteed in the Basic Law have contributed to its rise as an economic success story.
He also said that Macau had played an important role in the cooperation between America and China, citing Macau’s hosting of the APEC ministerial meeting last week.


***

Macau Business

[dated 19-September-2014] http://www.macaubusiness.com/news/consul-general-keen-on-more-us-macau-business.html

Consul-general keen on more US-Macau business

The US consul-general in Hong Kong and Macau, Clifford Hart, has said his consulate-general is fully committed to increasing opportunities for trade and investment between the United States and the two cities.

Mr Hart told a lunch meeting in Macau that he made a point of devoting an appropriate amount of time and resources to the relationship between the United States and Macau.

“I am the US consul-general to Macau every bit as much as I am the US consul-general to Hong Kong,” he said.

 

***

 

TDM NEWS 澳廣視電視電台新聞

http://new.tdm.com.mo/c_news/tv_news.php?id=230199  /  http://new.tdm.com.mo/c_news/radio_news.php?id=230120

 

***

Macao Daily 澳門日報 

[dated 19-September-2014]  http://macaodaily.com/html/2014-09/19/content_936593.htm

過去十年  美商投資逾十億

【本報消息】美國駐港澳總領事夏千福昨出席澳門美國商會午餐聚會時發表演說,表示很享受一直以來與澳門取得的良好合作,期望未來可以取得更廣闊合作。

夏千福表示,澳門一直以來是中國與西方的最古老交匯點。中美在衆多領域取得合作,如亞太經貿合作組織、東盟、珠三角合作、科教以至氣候變化等領域。澳門在推進合作上份量越來越重,上周舉行的APEC旅遊部長會議選址澳門舉行,足以見證。

他祝賀行政長官崔世安成功連任,期待雙方繼續合作。他認為,基本法保證澳門享有自治和獨特的自由,促成澳門的成功。

博彩業為澳門經濟帶來革命性改變。夏千福稱,他在上世紀八十年代時曾到澳門旅遊,去年上任美國駐港澳總領事後亦曾到澳門,澳門的改變令他印象深刻。前日特別抽空到澳門觀光,認為澳門很獨特和很吸引。

澳門發展成為世界博彩城市,每年吸引衆多世界各地旅客到訪。令他感到驕傲的是,美國投資者為澳門近年的繁榮發展發揮顯著作用,澳門經濟的持續增長,與吸引外資到當地投資有着重要關係。

四千美國公民居澳

現時約有四千個美國公民視澳門為家。美國總領事館將與澳門政府、私營企業合作,擴大雙邊貿易和投資機會。雙方已共同取得不俗成就,過去十年美商在澳投資超過十億美元。不過,經濟繁華的景象亦伴隨着隱憂,當中包括經濟需要呈多元化發展。

美國商會主席蔡明威致詞時表示,澳門和美國保持數世紀的密切聯繫,○二年賭權開放後,合作進一步加強,澳門由東方“蒙地卡羅”,發展為“亞洲拉斯維加斯”,甚至最近更有說法指拉城為“美國的澳門”。踏入廿一世紀,美澳兩地進一步加強雙邊貿易和投資。

澳門美國商會昨中午十二時假君悅宴會廳舉行午餐聚會,中聯辦經濟部副部長陳翔等出席。

 

***

新華澳報

http://www.waou.com.mo/detail.asp?id=82091

夏千福喜見澳門繁榮 盼澳美合作擴大貿易

【本報訊】美國駐港澳總領事夏千福說,澳門的經濟發展有目共睹,美方希望和澳門特區政府合作,擴展雙邊貿易。

夏千福昨日出席澳門美國商會午餐會,他致詞時說,美國的投資在澳門經濟發展擔當顯著角色,他為此感到驕傲。他認為美資繼續成功對澳門吸引更多外資非常重要。

夏千福祝賀行政長官崔世安連任,期待雙方繼續合作。他認為,基本法保證澳門享有自治和獨特的自由,促使澳門成功。

夏千福稱,他在上世紀80年代時曾到澳門旅遊,去年上任美國駐港澳總領事後亦曾到澳門,他認為澳門的改變令他印象深刻,昨日特別抽空到澳門市面遊歷,感到十分享受。


http://www.waou.com.mo/detail.asp?id=82086

澳人赴美拒簽率3.5%

【本報訊】美國駐港澳總領事夏千福表示,現時本澳居民赴美的普通簽證有效期10年,這安排很好,被拒簽的本澳居民比率3.5%,屬低比率,絕大部分簽證申請獲批。

夏千福指出,販運人口是全球面對的問題,美國滿意與澳門政府的合作,希望可以繼續合作,美國與本澳政府在打擊洗黑錢也有高度合作,他有信心可打擊洗錢。至於美資賭場未來續牌,夏千福稱續牌與否須視乎美資企業本身的規劃及與澳門政府的溝通。

被問及本澳有賭場員工不滿薪酬待遇而遊行,夏千福希望勞資雙方和平談判,找到雙方可以接受的解決方法。

Tai Chung Daily 大眾報  [dated 19-September-2014]http://www.taichungdaily.com/batch.download.php?aid=18478

 

***

Va Ki Jornal 華僑報 

http://www.jornalvakio.com/site/index

 

***

Ponto Final 句號報

[dated 19-September-2014] http://pontofinalmacau.wordpress.com/2014/09/19/consul-sublinha-forte-investimento-norte-americano-em-macau/

Numa visita ao território, Cliff A. Hart afirmou que o envolvimento norte-americano na região é “estimulante”.  -  Sandra Lobo Pimentel

O cônsul-geral dos Estados Unidos para Hong Kong e Macau, Clifford A. Hart, esteve na RAEM para uma visita que incluiu um almoço com membros da Câmara do Comércio americana. O diplomata, que em Agosto do ano passado substituiu Stephen Young, sublinhou o “forte investimento” das empresas norte-americanas em Macau e considerou esse envolvimento “estimulante”.

O cônsul-geral vê as relações com Macau como “maduras”, lembrando que sofreram uma “mudança revolucionária com a liberalização do jogo e a oportunidade de companhias estrangeiras participarem na indústria local”.

Sobre a renovação das concessões de jogo com as empresas norte-americanas, não quis alongar-se, dizendo apenas que será “discutida entre o Governo e as companhias” e que está “optimista que estas serão feitas de forma transparente e justa”.

Falou ainda do papel das relações com a China e a influência na integração do Delta do Rio das Pérolas, entregando ao sector privado a maior responsabilidade. “Penso que a cooperação que poderá haver, ficará dependente das decisões locais, entre as duas regiões especiais e a província de Guangdong, sobre quem serão os melhores fornecedores de serviços. Em muitos casos posso dizer que sinto orgulho que as empresas americanas sejam seleccionadas e permaneçam muito dinâmicas nos anos que vêm”.

Instado a comentar os protestos que têm ocorrido de trabalhadores do sector do jogo, disse apenas sentir-se “encorajado pelas conversações entre os trabalhadores e os empregadores” e que a disputa deve ser gerida de “forma pacífica”.

Sobre outros protestos, nomeadamente, os movimentos pela democracia nas duas regiões, Cliff A. Hart escusou-se a comentar, remetendo para o que já foi dito pela Administração norte-americana. “Acreditamos que Macau tem estabelecidas as liberdades de expressão e de reunião, que foram e permanecerão como cruciais para a estabilidade e prosperidade e estão imortalizadas na Lei Básica”.

Na manhã de ontem decorreu um encontro com Chui Sai On, sobre o qual o cônsul-geral apenas referiu que “concordámos na importância das relações bilaterais e dos interesses comuns e da importância de continuarmos em contacto”, acrescentando que “o Governo de Macau liderado pelo Chefe do Executivo é um importante parceiro dos Estados Unidos e indispensável aos nossos interesses na região”.


[dated 19-September-2014] http://pontofinalmacau.wordpress.com/2014/09/19/trafico-humano-e-um-problema-de-todos/

Cônsul-geral admite que os Estados Unidos também enfrentam este flagelo que apelida de “escravidão moderna”.  - Sandra Lobo Pimentel

Um dos tópicos que abordou no seu discurso aos membros da Câmara de Comércio Americana (AmCham, na sigla inglesa) foi o flagelo do tráfico humano, que Cliff A. Hart apelidou como “escravidão moderna”, apelando a um trabalho e luta conjuntos.

“Trabalhamos também em conjunto na luta contra o tráfico de pessoas, mais adequadamente descrito como escravidão moderna. Como membros da AmCham, estão bem cientes dos efeitos insidiosos do tráfico nas cadeias de fornecimento e mão de obra”.

Cliff A. Hart mencionou “o papel de liderança” que as empresas norte-americanas podem desempenhar no combate ao tráfico ilegal, “pois é uma grande prioridade” de Washington.

Na sessão de perguntas e respostas com a imprensa, o diplomata disse que os Estados Unidos estão “satisfeitos com o nível de cooperação com as autoridades de Macau” nesta matéria, explicando que pretende transmitir que o tráfico humano “é um problema que todos enfrentamos”.

O cônsul-geral admitiu mesmo que se trata de um flagelo também no seu país que procuram tratar de “forma transparente”.

“O que se pode dizer a Macau é que se junte, estamos neste combate juntos e a cooperação é fundamental”.

 

***

Journal Tribuna de Macau

[dated 19-September-2014] http://jtm.com.mo/local/eua-papel-significativo-na-prosperidade-de-macau/

EUA com “papel significativo” na prosperidade de Macau - See more at: http://jtm.com.mo/local/eua-papel-significativo-na-prosperidade-de-macau/#sthash.k2Cy7uTJ.dpuf
EUA com “papel significativo” na prosperidade de Macau - See more at: http://jtm.com.mo/local/eua-papel-significativo-na-prosperidade-de-macau/#sthash.k2Cy7uTJ.dpuf

O cônsul-geral dos Estados Unidos para Hong Kong e Macau, Clifford A. Hart Jr., realçou ontem o importante contributo dos investidores norte-americanos para a prosperidade económica de Macau nos últimos anos. “Estou orgulhoso pelo facto de os investidores norte-americanos terem desempenhado um papel significativo na recente prosperidade de Macau”, afirmou, durante um almoço da Câmara de Comércio dos Estados Unidos em Macau, sublinhando que “o seu contínuo sucesso é fundamental para a capacidade de Macau de atrair mais investimento estrangeiro”.

“As nossas conquistas conjuntas podem ser medidas no tremendo aumento do investimento norte-americano em Macau ao longo da última década que, segundo as estimativas, ascendeu a 10 mil milhões de dólares (cerca de 80 mil milhões de patacas), colocando os Estados Unidos em segundo lugar, a seguir a Hong Kong, como fonte de investimento directo estrangeiro em Macau”, realçou o diplomata que assumiu funções no final de Julho de 2013.

Clifford A. Hart Jr. também focou as oportunidades de negócio que se abrem com a integração do Delta do Rio das Pérolas mostrando-se confiante de que firmas norte-americanas – nomeadamente dos sectores de construção, engenharia e assuntos jurídicos – podem ter um papel a desempenhar na “gigantesca e realmente histórica” empreitada desenhada a médio/longo prazo para esta região.

“É verdadeiramente impressionante”, observou o cônsul, comentando o plano para a região nos próximos 20 anos, ao destacar o “orgulho” face à potencial selecção de empresas norte-americanas no processo e a confiança no seu dinamismo para os anos que se seguem.

Clifford A. Hart Jr. também se manifestou satisfeito com o programa de intercâmbio académico Fullbright, afirmando-se pronto para trabalhar com as instituições de ensino superior em Macau para “revigorar” os esforços de divulgação cultural e educacional através do estabelecimento de “American Corners”.

Antes do almoço com os membros da Câmara do Comércio dos Estados Unidos, o cônsul manteve um encontro, o segundo desde que tomou posse, com o Chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, reeleito a 31 de Agosto para um último mandato. “Concordámos na importância da cooperação bilateral e o encontro foi importante para mantermos o contacto. O Governo de Macau é um importante parceiro”, disse aos jornalistas Clifford A. Hart Jr., após ter sublinhado, no seu primeiro discurso público em Macau, que Governo e Consulado dos EUA trabalham juntos em muitas áreas de mútua preocupação.

Neste capítulo, deu como exemplo o combate ao tráfico de seres humanos, defendendo, em paralelo, que as empresas norte-americanas podem assumir um “papel de liderança” na luta contra a escravidão dos tempos modernos, uma “grande prioridade” sua e da Administração norte-americana.

A indústria do jogo é o principal motor da economia de Macau, sendo que três das seis operadoras têm capitais norte-americanos.

“Isso tem de ser parte do nosso abrangente papel como líderes da comunidade”, estimada em Macau em mais de 4.000 cidadãos, sustentou o diplomata norte-americano, enfatizando ainda a riqueza histórica do território que visitou pela primeira vez há 30 anos. “Macau desempenhou um papel memorável nas relações sino-americanas”, realçou, aludindo à assinatura em Macau, em 1844, do primeiro tratado oficial entre a China e os Estados Unidos.

Clifford A. Hart Jr. foi, contudo, parco em palavras quando instado a comentar designadamente a recente onda de movimentos civis por eleições democráticas em Hong Kong, afirmando, em síntese, que “o que de importante há a dizer já foi dito” pela Administração norte-americana.

Com 30 anos de carreira diplomática, Clifford A. Hart Jr., que desempenhou três missões na China e outras duas na antiga União Soviética e no Iraque, substituiu no cargo Steve Young.

- See more at: http://jtm.com.mo/local/eua-papel-significativo-na-prosperidade-de-macau/#sthash.k2Cy7uTJ.dpuf

O cônsul-geral dos Estados Unidos para Hong Kong e Macau, Clifford A. Hart Jr., realçou ontem o importante contributo dos investidores norte-americanos para a prosperidade económica de Macau nos últimos anos. “Estou orgulhoso pelo facto de os investidores norte-americanos terem desempenhado um papel significativo na recente prosperidade de Macau”, afirmou, durante um almoço da Câmara de Comércio dos Estados Unidos em Macau, sublinhando que “o seu contínuo sucesso é fundamental para a capacidade de Macau de atrair mais investimento estrangeiro”.

“As nossas conquistas conjuntas podem ser medidas no tremendo aumento do investimento norte-americano em Macau ao longo da última década que, segundo as estimativas, ascendeu a 10 mil milhões de dólares (cerca de 80 mil milhões de patacas), colocando os Estados Unidos em segundo lugar, a seguir a Hong Kong, como fonte de investimento directo estrangeiro em Macau”, realçou o diplomata que assumiu funções no final de Julho de 2013.

Clifford A. Hart Jr. também focou as oportunidades de negócio que se abrem com a integração do Delta do Rio das Pérolas mostrando-se confiante de que firmas norte-americanas – nomeadamente dos sectores de construção, engenharia e assuntos jurídicos – podem ter um papel a desempenhar na “gigantesca e realmente histórica” empreitada desenhada a médio/longo prazo para esta região.

“É verdadeiramente impressionante”, observou o cônsul, comentando o plano para a região nos próximos 20 anos, ao destacar o “orgulho” face à potencial selecção de empresas norte-americanas no processo e a confiança no seu dinamismo para os anos que se seguem.

Clifford A. Hart Jr. também se manifestou satisfeito com o programa de intercâmbio académico Fullbright, afirmando-se pronto para trabalhar com as instituições de ensino superior em Macau para “revigorar” os esforços de divulgação cultural e educacional através do estabelecimento de “American Corners”.

Antes do almoço com os membros da Câmara do Comércio dos Estados Unidos, o cônsul manteve um encontro, o segundo desde que tomou posse, com o Chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, reeleito a 31 de Agosto para um último mandato. “Concordámos na importância da cooperação bilateral e o encontro foi importante para mantermos o contacto. O Governo de Macau é um importante parceiro”, disse aos jornalistas Clifford A. Hart Jr., após ter sublinhado, no seu primeiro discurso público em Macau, que Governo e Consulado dos EUA trabalham juntos em muitas áreas de mútua preocupação.

Neste capítulo, deu como exemplo o combate ao tráfico de seres humanos, defendendo, em paralelo, que as empresas norte-americanas podem assumir um “papel de liderança” na luta contra a escravidão dos tempos modernos, uma “grande prioridade” sua e da Administração norte-americana.

A indústria do jogo é o principal motor da economia de Macau, sendo que três das seis operadoras têm capitais norte-americanos.

“Isso tem de ser parte do nosso abrangente papel como líderes da comunidade”, estimada em Macau em mais de 4.000 cidadãos, sustentou o diplomata norte-americano, enfatizando ainda a riqueza histórica do território que visitou pela primeira vez há 30 anos. “Macau desempenhou um papel memorável nas relações sino-americanas”, realçou, aludindo à assinatura em Macau, em 1844, do primeiro tratado oficial entre a China e os Estados Unidos.

Clifford A. Hart Jr. foi, contudo, parco em palavras quando instado a comentar designadamente a recente onda de movimentos civis por eleições democráticas em Hong Kong, afirmando, em síntese, que “o que de importante há a dizer já foi dito” pela Administração norte-americana.

Com 30 anos de carreira diplomática, Clifford A. Hart Jr., que desempenhou três missões na China e outras duas na antiga União Soviética e no Iraque, substituiu no cargo Steve Young.